Desfolhada

Os textos que nunca tinha tido coragem de escrever... © Reservados todos os direitos de autor dos textos e poemas

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Para ti


karen gillis taylor

Este amor
anti-platónico
que se quer longo
flutua em mim

escrevo-te
descrevo-me
reconheço-me em ti

a minha escrita és tu
entre rasgos de lucidez

41 Comments:

Anonymous Anónimo said...

pois exactamente como tu eu reconheço-me em ti, como se tu fosses eu... é o poema mais lindo que me escreveram. beijos de amor do teu Infante

5:39 da tarde  
Blogger A Rapariga said...

Que poema mais lindo. Amei.
Bom dia dos namorados com o teu infante.

8:05 da tarde  
Blogger JPD said...

Quem me dera ser capaz de produzir um texto tão belo e tão aparentemenete simples, tão cheio de emoção, de cumplicidades!
Bjs

10:08 da tarde  
Blogger Micas said...

Uma bela declaração de Amor neste dia de S. Valentim.

Beijinho

10:39 da tarde  
Blogger ognid said...

ora até que enfim que vejo alguém a falar de amor "anti-platónico" :) gostei mesmo. bjs

10:48 da tarde  
Blogger manuel said...

Poesia depurada. Com todas as palavras em seu lugar. Poema muito belo...

.. e gostei do tema "anti-platónico" .


beijos

10:27 da manhã  
Blogger Alma Minha said...

Liiiindo!!!
Feliz dia dos namorados... todos os dias...

11:01 da manhã  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Vou comprar o quadro. :)

1:28 da tarde  
Blogger Amaral said...

Breve mas incisivo. Aliás, o amor precisa de poucas palavras para chegar ao seu destino. "Que se quer longo" é o desejo; "flutua em mim" é a certeza!

1:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

:)

2:50 da tarde  
Blogger Papo-seco said...

:)

2:51 da tarde  
Blogger zé das loas said...

"antiplatoniana" assumida! gostei. O amor ou é "entre rasgos de lucidez" ou dificilmente será!...

Beijos

4:42 da tarde  
Blogger tecum said...

tão, tão lindo!

:-)**

7:00 da tarde  
Blogger OrCa said...

Eu passo a vida a dizer que a literatura corporal cai sempre bem... :)

Beijos

7:26 da tarde  
Blogger Su said...

bela esta tua escrita. gostei.
voltarei para ler.te
jocas maradas

8:03 da tarde  
Blogger AS said...

Belo Poema Betty!... E a pintura é linda...

Beijos

9:48 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Betty
Exprimir sentimentos assim também é mágico.
Um beijo
Daniel

10:10 da manhã  
Blogger O Micróbio said...

Já passou o efeito do 14/2? Bom fim de semana! :-)

3:43 da tarde  
Blogger Azul said...

Magnífica alusão ao território da lucidez, sendo este o único que permite brechas capazes de nos fazer amar verdadeiramente alguém. Parabéns pelo seu texto. Gostei muito. Obrigada pela visista que me fez e pelos comentários que lá deixou. Volte sempre. Um beijo para si. Até breve. Azul.

8:12 da tarde  
Blogger menina graça said...

Anti-platónico? Ora, ainda bem... :))

8:35 da tarde  
Blogger lique said...

Belo como sempre! Mas de uma simplicidade (aparente) que desarma.
Beijinhos

8:55 da tarde  
Blogger MWoman said...

Mas que bela declaração de amor!

Beijinhos

9:55 da tarde  
Blogger Pólux said...

Gosto das palavras, quando estas são o agasalho da alma. Como as que nos deixaste.
Poema bonito.

**

11:08 da tarde  
Anonymous Clitie said...

È assim o amor...

Bjk e bom fim de semana

6:18 da tarde  
Anonymous Adélia Theresa Campos said...

Também gostei. Dos tons suaves da página. Das imagens. E principalmente dos poemas. Feitos de sensibilidade e competência. Beijos, carinho.

7:51 da tarde  
Blogger Ulysses said...

O tempo é a imagem móvel da eternidade imóvel. (Platão)
Venham todos os dias iguais aos catorzes da vida.

9:41 da tarde  
Blogger Alvaro Gonçalves said...

Oi amiga,

Esta já não é a primeira vez que por cá passo e só te posso dizer que adorei mais uma vez.
Tem um maravilhoso fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

10:31 da tarde  
Blogger Babalulife said...

Um poema bonito sobre uma forma de amar.

11:34 da manhã  
Blogger JL said...

Só me ocorrem estas palavras: muito bonito!

9:09 da tarde  
Blogger mixtu said...

muito bonito, muita sensibilidade
saludos

9:36 da tarde  
Blogger GNM said...

O Amor é assim mesmo!
És uma sortuda!

Passa um excelente resto de Domingo e sorri!

4:44 da tarde  
Blogger Bruno said...

Lindo! :)

7:31 da tarde  
Blogger lazuli said...

o amor platónico deve ser um stress..

3:00 da manhã  
Blogger Isabel-F. said...

OLá...

bom dia
....lindo o teu poema...gostei..

vim agradecer-te a tua visita lá ao meu sítio...espero que tenhas gostado...e que voltes mais vezes...a minha porta fica aberta.

boa semana
Bjs

10:40 da manhã  
Blogger Desambientado said...

Simples e belo. Um belo muito simples.

Bom Carnaval.

8:55 da tarde  
Blogger wind said...

Belíssimo:) beijos

8:59 da tarde  
Blogger Nekynho said...

Mais uma prova que os poemas não se medem aos palmos :o)
Bom fim de semana :o)

10:27 da tarde  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Quando amamos verdadeiramente não conseguimos deixar de ter o foco de todas as nossas atenções na pessoa que amamos.
Bonitas as tuas palavras.
Bom Carnaval.
Bjs.

1:07 da manhã  
Anonymous Hélder Durão said...

Olá Betty!
Já não passava por aqui há muito tempo!...
Mais um excelente poema! Quem me dera um dia receber um poema deste teor.
Um beijinho!

8:19 da tarde  
Anonymous sotavento said...

Gostei muito!... :)

8:28 da tarde  
Blogger Isa&Luis said...

Olá,

Lindo, lindo, a vida ainda fica mais bela quando estamos apaixonados.

Beijinhos


Isa

9:14 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home