Desfolhada

Os textos que nunca tinha tido coragem de escrever... © Reservados todos os direitos de autor dos textos e poemas

quarta-feira, abril 06, 2005

Proibição

Transformo-me
em cada raio de luz
que o dia oferece
penetro na cor
e na liberdade das flores
cheiro cada pétala
com que me perfumas o corpo
estremeço a cada passeio dos teus dedos
deslizante na seda macia
febril de tanta ansiedade
pela repetição orgásmica
atordoada pelo riso contínuo da madrugada
viajo delirante
derretida em banho-maria
nesta frieza que não possuo
construo um bolo de chantilly
onde a força do teu olhar
proíbe qualquer peça de vestuário

26 Comments:

Blogger O Micróbio said...

É proibido proibir... :-)

12:01 da tarde  
Blogger AnaP said...

Há proibições que valem a pena ;-) Gostei muito, também. Obrigada pela visita!

1:06 da tarde  
Anonymous meialua said...

Gostei.
Ha proibições, e proibiçoes...
;o)
Jinhos*

2:11 da tarde  
Blogger wind said...

Que bela e poética proibição:))))) beijos

2:55 da tarde  
Anonymous manuel said...

o fruto "proibido"... é o mais apetecido! gostei mto! belíssimo poema.

beijo

3:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Só te proíbo de ser infliz. como me deleito a olhar esse teu corpo lindo de flor......e a desfolhar-te. teu infante

4:06 da tarde  
Blogger bertus said...

...este teu espaço preenche-me totalmente!! Outro dia foi a fruta, agora o chantilly!!
Mulher, tem cuidado contigo que eu não arredo pé daqui!!

Belo poema...sensualíssimo. Beijokas e intés!!

4:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

parece que queres faezr amnor com as palavras mais do que queres fazer com a pessoa que pensas a medida que estas a escrever estas palavras! Um beijo doce
MissLadyMystery -> Http://MundoDosSonhos.blogs.sapo.pt

5:51 da tarde  
Blogger André Ferreira said...

Proibição à ausência de sentidos! Acho muito bem!
Beijos

8:19 da tarde  
Blogger MONALISA said...

Gosto do cruzamento do real com o irreal para definir emoções. beijo

9:30 da tarde  
Blogger lunar said...

GOSTO.

10:14 da tarde  
Blogger JPD said...

Olá Betty

Acho este poema lindíssimo e por essa razão além de te felicitar atrevo-me a acrescentar um verso de um poema admirável -- o teu não fica atrás! -- do Joaquim Pessoa:

«Beijo os teus seios e a tarde comove-se»

Bjs

10:25 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Betty
Sensual e delicioso...
Um beijo
Daniel

10:40 da tarde  
Blogger lique said...

Que sensualidade, Betty! Belo poema. Beijinhos

11:00 da tarde  
Anonymous paulo povoa said...

um poema inteligente e ao mesmo tempo causando tentação.
é isso a proibição :)

12:01 da tarde  
Anonymous sandra said...

muito belo o poema!Beijinhos!

7:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

...que Eros continue esvoaçando por essa poética moradia, e...não se canse...
Morfeu

10:45 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

...que interessante é ler-te...sempre muita sensualidade...misturada com termos tão doces...e apetecíveis...

Tem um bom fim de semana Betty.
Um beijinho*.

12:38 da manhã  
Blogger pipetobacco said...

{ ...

“… que pedaços [de ti] escritos e [cortados] eternos [pintados] em blocos de pedra lacrados… que pedaços [segredos] em voz gritados [só não podemos ignora-los] …”
© de[mente]

... venho eu aqui em silêncio [quase sempre; descalço]
e sem [sem que seja achar por acaso] conter tal “calar-me” []
grito, grito de contente por; ao ler-te simples[mente]
© de[mente]

... }

7:47 da tarde  
Blogger Juiz Árbitro said...

Estás a votos "Na Blogosfera".
Boa sorte.

1:59 da tarde  
Blogger TCA said...

a inutilidade de proibir. muito colorido, como sempre.

5:20 da tarde  
Blogger TMara said...

Olá, nunca te tinha lido. Vim ler p/ votar. Hoje estás tu a voots um destes dias serei eu. Boa sorte. Boa semana. Bjs e ;)

6:52 da tarde  
Blogger amita said...

Pleno de sensualidade elaboraste um belíssimo poema. Bjinhos Betty

8:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

olá

é verdade um anito desse meu blog. mas é um espaço só para escrever de vez em qdo.

bjs

jackx(sonetto)

10:15 da tarde  
Anonymous Dora said...

Adorei o poema, tão cheio de cores e sentidos...o voto vai a caminho :-)

12:07 da tarde  
Blogger musalia said...

olá, Betty, venho agradecer-te a visita:) irei ver as votações ;)
gostei do teu blog e dos poemas.
beijinho.

5:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home