Desfolhada

Os textos que nunca tinha tido coragem de escrever... © Reservados todos os direitos de autor dos textos e poemas

sexta-feira, outubro 01, 2004

Folhas de mim

Dentro das folhas
sonho as palavras
falo em silêncio
leio entrelinhas
visto-me de letras
envolta nas emoções
dispo-me de medos
insatisfeita
deslumbro-me com ilusões
navego num mar de segredos
que não me contei
suspiro um vendaval
de desabafos celestiais
recolho-me em conchas e búzios
em forma de oração
(re)vejo-me em reflexos de espelhos
lambo as feridas do passado
vivo o ontem
o hoje e o amanhã
lavo as lágrimas
e nasço num futuro
oferecido agora
em mil sorrisos
a preto e branco coloridos
colo-me em mil pedaços
poço de contradições
desejo(-te)
por entre as folhas
e descanso tranquila

29 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Gostei muito da prosa. Suave e delicada!
Não gosto nada é da forma que um "gaijo" tem para comentar neste Blogger. Ou tem registo e tudo bem, ou então contenta-te lá com um "Anonymous"..
Bjs lá do Olimpo!

10:19 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Os existencialistas são assim... Indecisos.

http://boxofficedocinema.blogs.sapo.pt/

11:36 da manhã  
Blogger Mónica said...

E escondes te entre folhas ...Muito bonito o texto. Bom fim de semana ,beijos

12:39 da tarde  
Blogger rfarinha said...

Todos nós temos segredos que por vezes nem a nós próprios contamos ;) Bjs

2:26 da tarde  
Blogger lique said...

Um bom (re) nascer entre as folhas onde repousam os teus segredos! Beijinhos

2:30 da tarde  
Blogger bertus said...

Deixei um post no Bruno (b) e vi o teu comment, Betty.
Fiquei zangado comigo mesmo porque dá ideia que me esqueci de ti. Com as férias prelongadas, a mudançda de servidor e a minha proverbial mania de não usar links no meu blog, concorreram que tivesse olvidado alguns bloggers com quem dialogava com regularidade. peço desculpa pela gaffe e prometo que retornarei aqui como antes. O meu endereço actual é http://topocilgas.blogspot.com
Beijinho, bom fim de semana e inté!!

2:54 da tarde  
Blogger polittikus said...

Espero que sejam folhas de amor... Gostei.

4:31 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

"(...)desejo(-te) por entre as folhas e descanso tranquila(...)", sâo as folhas do amor. Lindo!
Um bom fim de semana.
Um grande beijinho*.

5:26 da tarde  
Blogger Yardbird said...

Belo poema, Betty
"vivo o ontem
o hoje e o amanhã
lavo as lágrimas
e nasço num futuro
oferecido agora
em mil sorrisos" Gostei especialmente desta parte, embora indissociável da totalidade. Nascer num futuro em mil sorrios, é uma imagem linda~. Beijinho

6:31 da tarde  
Blogger LetrasAoAcaso said...

Um dos fascínios da blogosfera é a descoberta.
Há muita gente com obra publicada que deveria vir ver o que por aqui anda.
Este foi um dos teus poemas que mais me tocou.
Um beijo.

6:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Gostei...Parabéns!
Rato

8:32 da tarde  
Blogger ognid said...

Muito belo. Os teus poemas estão lindos :) Bjs

8:53 da tarde  
Blogger Tim Bora said...

Uma bela imagem neste auto-retrato. Há formas que só em poesia podem ser descritas.

11:24 da tarde  
Blogger JPD said...

Também eu!
Belo.
Bjs

11:32 da tarde  
Blogger almaro said...

Folhas, em movimento que se deixam, submissas, transformar, com palavras, com desenhos. Como eu, como tu, em segredo, sem segredos, transformados por fragmentos, por palavras-sentimentos. Como a folha, somos outros, depois de nos escreverem as palavras que se nos colam à alma, com o sentir, sem sentir.
Como a folha, hoje somos o que as palavras nos escreveram no existir…

Segredo só para ti: comecei hoje a pintar o céu…

11:59 da tarde  
Blogger Escape said...

Voltei...;)
:)

12:18 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Betty, "Navego num mar de segredos..." que bem que me sinto nesse maarrrrrrrr!

Beijinhos,
betania
http://betanices.blogs.sapo.pt

12:25 da manhã  
Blogger MONALISA said...

Gostei muito deste poema. Parece que começas a sussurar e terminas a falar bem alto. Tem ritmo. E intensidade progressiva.
Um beijinho e bom fim de semana.

1:26 da manhã  
Blogger Maria Branco said...

Betty, adorei descobrir-te por entre estas folhas que te revelam... Belissimo!! Muitos beijinhos

5:17 da tarde  
Blogger Paulo Ferreira said...

O poema é muito bonito. Mas a confusão que por aqui vai! Não consigo descortinar muito bem o que te vai na alma, mas sinto uma insatisfação, uma ansia, mas também sentimentos contraditórios. A paz não te vai dar algumas das coisas que desejas. Gostei muito. Agora, vou descer...

7:55 da tarde  
Blogger MWoman said...

E aqui te encontrei nestas folhas de ti...belo post, Betty!Beijos e votos de um bom fds.

10:56 da tarde  
Blogger trintapermanente said...

Estive aqui...

11:51 da tarde  
Blogger sefaxavor said...

Todos nós somos um amontoado de folhas cheias de histórias e poemas secretos. Beijos

8:57 da manhã  
Blogger sefaxavor said...

Todos nós somos um amontoado de folhas cheias de histórias e poemas secretos. Beijos

8:57 da manhã  
Blogger pipetobacco said...

{ ... estar imerso em alto bordo, pedaços de mim por ti escritos © pipetobacco ... }

9:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A emoção nas folhas, desfolhada... gostei, bjinhos / Aran_aran [http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/ ]

1:01 da manhã  
Blogger Contas e Cores said...

Bonito, muito bonito!:)

1:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Lindíssimo... Provavelmente foi o post teu que mais gostei até hoje... Provavelmente um dos poemas mais belos que li nos últimos tempos. Um beijo maravilhado * O poeta triste PS: Ah, mudei de novo de casa... Agora estou em www.livejournal.com/users/opoetatriste

1:08 da manhã  
Blogger Dhmpr said...

Tão bonito este teu poema :)
A escrita também tem esse poder sobre mim... é nela que me encontro quando por vezes me sinto perdido. É nela que escrevo os meus segredos e as minhas pequenas glórias...
Estou a gostar muito de ler estas tuas folhas :)
Parabéns continua!!

1:40 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home